Pular para o conteúdo principal

NGWA Summit 2013 - San Antonio

Entre os dias 29/04 e 01/05, ocorreu, na cidade de San Antonio, TX, a edição de 2013 do NGWA Summit, um dos maiores eventos sobre águas subterrâneas do mundo.
A ECD esteve presente, desta vez não somente como espectadora, mas como uma das protagonistas, apresentando oralmente um trabalho.
A aprovação do trabalho já havia sido noticiada nesse blog e é motivo de muito orgulho para nós, pois mostra o reconhecimento da comunidade científica internacional do setor de águas subterrâneas à nossa atuação.
Pode-se ter uma ideia da qualidade e diversidade do evento pelo resumo das apresentações. O site impressiona, mas ao vivo, a grandiosidade fica mais evidente: eram 6 salas com eventos simultâneos, um grande salão de exibição de estandes, uma organização impecável, uma banca de livros técnicos invejável, um aplicativo próprio do evento e, o principal, dezenas de profissionais, estudantes e cientistas do mundo inteiro discutindo sobre o assunto, em suas diversas facetas.
A princípio, pensamos que o evento era totalmente voltado à hidrogeologia "geral" ou de "produção", mas sempre havia uma sessão voltada à investigação/remediação ou mesmo inovações em hidrogeologia de contaminação.
No 1o dia, pudemos ver desde trabalhos técnicos minuciosos até o panorama do tratamento de água e esgoto na Nigéria, tamanha a diversidade de assuntos importantes tratados, com destaque para as sessões "Beyond Phase II", que tratava de avaliações de risco, sempre calcadas em dados confiáveis obtidos em investigações de alta resolução, "Mass Flux and Mass Discharge" , tópico fundamental para quem trabalha com remediação, onde os trabalhos enfatizavam muito a questão da importância de se conhecer os detalhes hidrogeológicos para se elaborar um modelo conceitual adequado e esses detalhes são tão ou mais importantes que conhecer o composto químico de interesse e, certamente, devem ser estudados exaustivamente antes de qualquer projeto de remediação. Além desses, destacamos essa sessão, que contava com 2 trabalhos interessantíssimos sobre "Environmental Forensics", ou seja, litígios relacionados com áreas contaminadas, tema importantíssimo para eles. Desnecessário dizer que a qualidade da coleta de dados é fundamental. 
No 2o dia, mais acostumados ao andamento do evento, pudemos ver que a público se dividia realmente em temas, pois a maioria das pessoas que vimos nas nossas sessões era a mesma, pois certamente trabalhavam com áreas contaminadas. Uma sessão de destaque foi essa, que tratava de Investigação e Remediação de hidrocarbonetos de petróleo, em particular essa apresentação, que falava da importância de estudar o fluxo antes de mais nada para elaborar um modelo conceitual adequado. No mesmo dia, havia uma sessão sobre "contaminantes emergentes" ou pouco estudados, ao mesmo tempo de uma que continuava a tratar de investigação/remediação de hidrocarbonetos.
Finalmente no 3o dia, pela manhã, ocorreu a nossa sessão, moderada por dois caras muito legais e prestativos da Arcadis/USA. Fizemos a nossa apresentação no horário programado, respondemos à perguntas da audiência e depois, nas conversas de corredor, conversamos mais com os profissionais que ficaram interessados na tecnologia que expusemos e sobre o funcionamento do mercado aqui no Brasil. Essa troca foi extremamente enriquecedora para nós.
Por fim, algo que nos encheu ainda mais de orgulho foram os comentários de uma profissional com mais de 37 anos de experiência em gerenciamento de áreas contaminadas nos EUA. Esses comentários podem ser vistos no site da empresa dela (aliás, muito interessante, ela dá consultoria para consultorias que trabalham com remediação ou faz auditoria em remediações que têm problemas) e especialmente no blog.
Se tivéssemos que escolher apenas 1 vantagem decorrente da nossa viagem, certamente seria esse texto da Barbara.

Para concluir, ressaltamos que a ECD está firme na busca pela excelência em seus serviços e pela melhora da qualidade dos serviços de investigação geoambiental de áreas contaminadas no Brasil. Estamos felizes em poder contribuir para isso e compartilhar as nossas descobertas.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Power Probe da ECD em Cubatão

Essa semana a Power Probe da ECD está realizando um trabalho em Cubatão. Como todos que trabalham com Investigação Geoambiental sabem, na região de Cubatão, o nível de água costuma ser raso e o solo é muito arenoso ou orgânico, típico de mangue. O trabalho realizado pela ECD era coletar amostras de solo com liner (via Direct Push) a até 5,0 m de profundidade. O nível de água do site era cerca de 0,5 m. Pode-se imaginar a dificuldade do trabalho.
A equipe de Investigação Geoambiental da ECD foi ao local com a Power Probe, recém adquirida da AMS  Inc, fábrica dos EUA. A única forma de obter amostras representativas era utilizando a ferramenta Piston Sampler. Alguns leitores podem perguntar o porquê dessa afirmação. Vamos tentar responder: Se o solo é muito arenoso ou com nível de água muito raso, a tendência é que o furo de sondagem desmorone, ou seja, caso seja utilizada a metodologia tradicional (Single Tube, Macro Core ou Open Hole, todas as definições para amostragem com o furo abe…

Novo Equipamento da ECD - Sonda Hollow Stem Auger no Trator

No início de fevereiro de 2010, a ECD colocou em funcionamento seu 4o equipamento mecanizado:
Depois de 2 Sondas Hollow Stem Auger montadas sobre caminhão e 1 Sonda Hidráulica Portátil, agora a ECD dispõe de um Trator como plataforma para uma Sonda Hidráulica Hollow Stem Auger. Além disso, ele ainda dispõe de um martelete hidráulico de alta capacidade acoplado, permitindo amostragem de solo contínua tipo "Dual Tube", ou concomitante com a sondagem com os Trados Ocos (Hollows), ou ainda a instalação de poços de monitoramento pré-montados (pre-packed).
A grande vantagem desse equipamento é a versatilidade de sites que ele pode trabalhar, pois existe muito pouca restrição ao seu acesso. Até agora ele trabalhou em um site que o caminhão não entrava devido ao pouco espaço e em um site onde foi preciso acionar a sua tração 4 x 4, por causa de um declive acentuado e um precário acesso em terra em um dia chuvoso. Graças à plataforma ser um trator traçado, o serviço foi executado.
Essa …

Sondagem Mecanizada é Cara?

Frequentemente os clientes entram em contato conosco na ECD e nos pedem alguma proposta para sondagem e instalação de poços de monitoramento. Em geral, sugiro o uso de algum equipamento mecanizado, com as dimensões compatíveis com o acesso ao local e ao escopo que o cliente precisa. Pode ser alguma das nossas sondas sobre caminhão, a nossa sonda sobre Trator ou a nossa sonda hidráulica portátil.
Muitas vezes, o cliente pergunta se não temos Trado Manual. Respondo que não, nossos equipamentos portáteis, por enquanto, são a sonda hidráulica portátil e os Trados Mecanizados ou Hidráulicos. Esses últimos para áreas com dificuldade de acesso para os outros equipamentos. Pergunto se ele prefere esses equipamentos portáteis por questões de acesso e, em geral, o cliente diz que prefere o Trado por questões de preço.
Sem entrar no mérito de preço x qualidade, pois sabemos que muitas vezes o orçamento disponível é muito restrito e o uso do Trado é a única alternativa, vamos contar uma breve his…