Pular para o conteúdo principal

Curso - Sondagem e Amostragem de Solo: Agosto/2017

Nos dias 14 e 15/08/2017, a ECD participou ativamente da 2a Edição dos Encontros Técnicos Sobre Áreas Contaminadas - Sondagem e Amostragem de Solo, promovido em conjunto pela AESAS e pelos cursos de Pós-Graduação em Gerenciamento e em Remediação de Áreas Contaminadas do SENAC.
Essa foi a segunda edição desse curso (confira sobre a 1a edição, em abril/2017 aqui), cujos docentes foram: Silvio Almeida, da Eurofins, Nilton Miyashiro, da Engesolos, e o Diretor Técnico da ECD, Marcos Tanaka Riyis.
Foram dois dias de intensa troca de informação e construção coletiva do conhecimento sobre a principal temática do curso, a amostragem de solo que, conforme já dissemos, passa a ser, com a nova DD-038 da CETESB, a etapa mais importante do processo de Investigação de Áreas Contaminadas.
O professor Nilton tratou das metodologias de coleta de amostras de solo, com destaque para o Dual Tube e o Piston Sampler, para a identificação das unidades hidroestratigráficas e seleção de amostras para análises químicas de VOCs e para o Shelby como ferramenta para coleta de amostras indeformadas para a realização de análises dos parâmetros físicos do solo (densidade, porosidade, entre outros)
O professor Silvio tratou basicamente dos detalhes para a correta preservação em campo das amostras de solo para serem analisadas em laboratório para VOC, com destaque para as diferenças, vantagens e incertezas do uso do metanol, dos frascos herméticos (EnCore e outros), e dos frascos sem preservação (ou com água) com holding time limitado. Leticia Gemignani, sobre esse tema, apresentou os resultados do seu TCC apresentado no final do seu curso de Pós-Graduação em Gerenciamento de Áreas Contaminadas comparando os resultados das análises em amostras de solo preservadas com metanol e com água.
Marcos tratou, basicamente, da importância da amostragem de solo no processo de investigação, bem como da necessidade de desconstrução de alguns paradigmas equivocados, por exemplo, o de que "não de deve amostrar o solo na zona saturada", ou o de que "é possível definir o perfil com o solo que vem pelo espiral dos trados". Além disso, mostrou, na aula prática, quais as melhores práticas, tanto para a amostragem de solo quanto para a seleção da amostra a ser enviada ao laboratório.
Em resumo, foram dois dias muito intensos de importantes conversas e trocas que visam o crescimento da qualidade dos trabalhos no nosso mercado, que vai se refletir em uma melhora da qualidade ambiental do planeta.
Em breve, teremos mais cursos.

















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Power Probe da ECD em Cubatão

Essa semana a Power Probe da ECD está realizando um trabalho em Cubatão. Como todos que trabalham com Investigação Geoambiental sabem, na região de Cubatão, o nível de água costuma ser raso e o solo é muito arenoso ou orgânico, típico de mangue. O trabalho realizado pela ECD era coletar amostras de solo com liner (via Direct Push) a até 5,0 m de profundidade. O nível de água do site era cerca de 0,5 m. Pode-se imaginar a dificuldade do trabalho.
A equipe de Investigação Geoambiental da ECD foi ao local com a Power Probe, recém adquirida da AMS  Inc, fábrica dos EUA. A única forma de obter amostras representativas era utilizando a ferramenta Piston Sampler. Alguns leitores podem perguntar o porquê dessa afirmação. Vamos tentar responder: Se o solo é muito arenoso ou com nível de água muito raso, a tendência é que o furo de sondagem desmorone, ou seja, caso seja utilizada a metodologia tradicional (Single Tube, Macro Core ou Open Hole, todas as definições para amostragem com o furo abe…

Novo Equipamento da ECD - Sonda Hollow Stem Auger no Trator

No início de fevereiro de 2010, a ECD colocou em funcionamento seu 4o equipamento mecanizado:
Depois de 2 Sondas Hollow Stem Auger montadas sobre caminhão e 1 Sonda Hidráulica Portátil, agora a ECD dispõe de um Trator como plataforma para uma Sonda Hidráulica Hollow Stem Auger. Além disso, ele ainda dispõe de um martelete hidráulico de alta capacidade acoplado, permitindo amostragem de solo contínua tipo "Dual Tube", ou concomitante com a sondagem com os Trados Ocos (Hollows), ou ainda a instalação de poços de monitoramento pré-montados (pre-packed).
A grande vantagem desse equipamento é a versatilidade de sites que ele pode trabalhar, pois existe muito pouca restrição ao seu acesso. Até agora ele trabalhou em um site que o caminhão não entrava devido ao pouco espaço e em um site onde foi preciso acionar a sua tração 4 x 4, por causa de um declive acentuado e um precário acesso em terra em um dia chuvoso. Graças à plataforma ser um trator traçado, o serviço foi executado.
Essa …