Pular para o conteúdo principal

ECD na Environmental Field Conference - 2012

A exemplo do ano de 2010, a ECD esteve, entre os dias 16 e 19 de março de 2012, na versão 2012 da Environmental Field Conference, em Tampa-FL. Esse esforço e direcionamento de recursos da empresa em capacitação mostra mais um passo que a ECD dá na direção da busca pela excelência e inovação

Nesse ano, a Conferência não foi tão impressionante quanto na edição de 2010, pois teve menos produtos expostos e menos demonstrações de campo.
No entanto, um ponto positivo foi a presença maciça de brasileiros, mostrando que uma parte expressiva do mercado brasileiro está preocupado em atualizar seus conhecimentos e buscar a melhora na sua atuação. Estiveram presentes representantes da Clean e da Hidrosuprimentos (setor de equipamentos), dos nossos "amigos-concorrentes" da Aragon (sondagens), da Mineração Araxá, e das consultorias: Arcadis, Água Marinha, Antares, SGW e Solixx. A troca de informações entre nós brasileiros foi um dos pontos altos do evento para a ECD.

Particularmente para nós, os principais pontos positivos da Conferência foram:
- Reencontrar vários amigos, em particular o Paulo Negrão, da Clean, que nos brindou com ótimas histórias e vários conselhos sobre Meio Ambiente e mais ainda sobre música, uma paixão comum.
- Os excelentes papos com o Eduardo Bampa (nosso amigo particular) e a Renata da Aragon Sondagens, com muitas trocas de informação, dicas e uma ideia em comum: não vamos derrubar a qualidade para disputar no preço com outras empresas de sondagem que não tenham o mesmo nível que a ECD e a Aragon. Em paralelo, vamos tentar nos unir para exigir que as demais empresas de sondagem tenham também que seguir um padrão mínimo de procedimentos trabalhistas, técnicos e de segurança (por exemplo, um responsável perante ao CREA).
- A possibilidade de divulgação da ECD para consultorias que não nos conheciam (Solixx, SGW e Antares, por exemplo)
- O contato direto com fornecedores atuais e futuros de equipamentos para a ECD. Pudemos ver in loco como funcionam alguns equipamentos que temos a intenção de trazer em um futuro próximo.
- Algumas palestras excelentes, como a 1a, logo na abertura da Conferência, que evidenciou com números que o gasto de 1 dólar a mais para melhorar a investigação economiza cerca de 10 dólares na remediação. A mesma palestra mostrou que a pluma de LNAPL quase nunca está onde se espera que esteja e que os métodos de investigação em alta resolução podem minimizar esses erros
- As palestras que enfatizaram o valor da investigação (quase todas) mostraram que o CPTu, é uma ferramenta excelente, principalmente quando associada à sonda de resistividade. Esse equipamento a ECD já oferece, como pode ser visto aqui. A importância do CPTu e do R-CPTu foi cantada em verso e prosa, sozinha ou como base para os vários métodos de LIF, FFD, MIP ou MIHPT.

Como balanço geral, a nossa participação na Environmental Field Conference foi extremamente proveitosa, no aspecto técnico, e no pessoal., e é mais um passo na direção que a ECD quer trilhar.

Algumas fotos
Os amigos da AMS em mais uma apresentação: Tom e Ken 

Veículo auxiliar da Geoprobe para cravação do MIP+HPT+EC 

Geoprobe da linha 7000 montada sobre caminhão fazendo a demonstração do MIP+HPT. Essa sonda possui também o martelo automático para SPT mecanizado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECD ministra aula de campo para alunos do SENAC

A ECD Sondagens Ambientais Ltda, através de seu Diretor Técnico Marcos Tanaka Riyis, ministrou duas aulas práticas sobre Investigação de Áreas Contaminadas para alunos do SENAC.
A primeira delas, em maio/2015, foi para alunos da 2a turma do Curso de Pós Graduação em Remediação de Áreas Contaminadas, dentro da disciplina Técnicas de Investigação para Remediação.
A segunda, em junho/2015, foi para alunos da 14a turma do curso de Pós Graduação em Gerenciamento de Áreas Contaminadas, dentro da disciplina de Técnicas de Investigação, sob a responsabilidade do Professor Ms. Vicente de Aquino Neto.
O objetivo das aulas foi proporcionar aos alunos um contato com algumas ferramentas pouco usuais nas investigações de áreas contaminadas atualmente conduzidas no Brasil, sempre visando uma mudança no paradigma, que coloque a etapa de diagnóstico no centro do processo, e que a identificação da massa de contaminante e sua interação com o meio físico seja o resultado da etapa de investigação, não um …

ECD faz ensaios RCPTu para dimensionar remediação

No mês de março/2013, a ECD foi contratada por uma Consultoria para coletar dados geoambientais em uma área contaminada por diesel no bairro da Vila Guilherme, em São Paulo-SP. Após uma conversa muito proveitosa com a Consultoria parceira, o corpo técnico da ECD, aproveitando sua experiência e pesquisas sobre Investigação Geoambiental de Alta Resolução sugeriu que, antes da instalação dos poços de bombeamento solicitada inicialmente, fossem feitos alguns ensaios de piezocone de resistividade (RCPTu) para uma adequada elaboração do Modelo Conceitual do Site e, com isso, os referidos poços pudessem ser adequadamente locados e dimensionados. A Consultoria prontamente aceitou, pois foi contratada pelo "Responsável Legal" para corrigir uma remediação projetada e executada por uma outra consultoria, que havia falhado. Para resolver o problema, era necessária uma adequada investigação geoambiental, e o ensaio RCPTu foi a ferramenta escolhida. Como o responsável pela Consultoria co…

Power Probe da ECD em Cubatão

Essa semana a Power Probe da ECD está realizando um trabalho em Cubatão. Como todos que trabalham com Investigação Geoambiental sabem, na região de Cubatão, o nível de água costuma ser raso e o solo é muito arenoso ou orgânico, típico de mangue. O trabalho realizado pela ECD era coletar amostras de solo com liner (via Direct Push) a até 5,0 m de profundidade. O nível de água do site era cerca de 0,5 m. Pode-se imaginar a dificuldade do trabalho.
A equipe de Investigação Geoambiental da ECD foi ao local com a Power Probe, recém adquirida da AMS  Inc, fábrica dos EUA. A única forma de obter amostras representativas era utilizando a ferramenta Piston Sampler. Alguns leitores podem perguntar o porquê dessa afirmação. Vamos tentar responder: Se o solo é muito arenoso ou com nível de água muito raso, a tendência é que o furo de sondagem desmorone, ou seja, caso seja utilizada a metodologia tradicional (Single Tube, Macro Core ou Open Hole, todas as definições para amostragem com o furo abe…