Pular para o conteúdo principal

Entrega Técnica da Nova Power Probe 9100-ATV

Em novembro/2012, nós da ECD fomos agraciados com a visita de dois americanos da AMS Inc, fabricante das máquinas Power Probe e ferramentas correspondentes. 
Eles vieram para comandar os seis dias de treinamento com o novo equipamento da ECD: a Power Probe 9100-ATV e as ferramentas de amostragem de solo (Dual Tube, Dual Tube G3 Advanced, Piston Sampler, Single Tube), amostragem de água subterrânea via Direct Push (com ponteira descartável, com screen de inox, com screen de PVC descartável e heavy duty), amostragem de vapores do solo em média/grande profundidade e injeção de reagentes.
Mais uma vez a ECD é pioneira: é a primeira máquina desse modelo em território brasileiro. Ela leva uma significativa vantagem sobre seus similares (Geoprobes da linha 54), pois tem maior facilidade em acessar locais difíceis e permite o uso de um cabeçote rotativo.
Ken Lipscomb é de Atlanta e é o "Eastern USA and International Sales Manager" da AMS, portanto é o responsável pelos treinamentos, vendas e assitência de equipamentos da AMS pelo mundo todo. 
Tom Dalzell é de Pocatello, Idaho, e é o "Diretor de Novas Tecnologias" da AMS, portanto, trabalha no desenvolvimento das máquinas e, principalmente, das ferramentas da AMS, além de ser membro de diversos comitês na EPA e ASTM.
Os dois já percorreram o mundo ministrando treinamentos pela AMS, mas disseram que ficaram impressionados com o que viram aqui: desde a cidade de Sorocaba (que, embora não tenha as praias que impressionam os estrangeiros, tem também seus atrativos), as belezas naturais (árvores frutíferas no campo de provas, clima quente em um dia e muito chuvoso em outro) e principalmente a preparação e dedicação da equipe da ECD durante o treinamento.
De nossa parte, ficamos muito contentes com os elogios e ainda mais contentes com o nível altíssimo do treinamento: além do básico sobre a máquina e as ferramentas, houve uma preocupação muito grande em estabelecer uma conexão do uso do equipamento com a necessidade da consultoria em obtenção de dados de qualidade.
Essa preocupação se traduzia de 3 formas:
- Qualidade dos equipamentos: não há como comparar a qualidade das ferramentas com os similares nacionais. Essa qualidade dos equipamentos se transforma em maiores possibilidades de obtenção de dados confiáveis em campo. Isso está totalmente de acordo com o que a ECD vem implantando nos últimos tempos: qualidade acima de tudo;
- Base teórica: ambos os profissionais têm um excelente conhecimento sobre investigação geoambiental, e esse conhecimento foi usado para desenvolver as ferramentas para a obtenção dos dados mais representativos possíveis nas diferentes mídias: solo, água e ar
- Descontaminação, limpeza e organização do equipamento e área de trabalho: os americanos reforçaram e enfatizaram muito o que temos feito de maneira pontual, mas a partir de agora será sistematizado nos nossos trabalhos: temos que ter os mesmos cuidados de um perito investigando uma cena de crime: não podemos gerar dúvida sobre a contaminação de amostras por erros de manuseio ou erros na coleta de dados. Em breve publicaremos o Protocolo ECD de descontaminação de equipamento.

Posteriormente, traremos outras informações sobre cada ferramenta que adquirimos. Por enquanto, divulgaremos algumas imagens dos treinamentos. 

Equipes da ECD e da AMS durante treinamento 

Tom Dalzell e Ken Lipscomp mostrando ferramentas AMS adquiridas pela ECD 

Organização do local de trabalho, um dos detalhes de maior importância em uma investigação geoambiental 

Máquina posicionada em um local de difícil acesso 

Treinamento prossegue sob chuva 

Equipe da ECD em treinamento de amostragem de solo "Pistom Sampler" com sua nova Power Probe 9100-ATV 

Ken Lipscomb (esq) e Tom Dalzell (dir) 

Treinamento da ECD com a Power Probe 9100-ATV 

Sonda montada sobre veículo John Deere 6x4 tem acesso facilitado 

Parte da equipe da ECD no final do treinamento: Da esquerda para a direita: Ken Lipscomb (AMS), Mauro Tanaka Riyis (Diretor Administrativo da ECD), Charles Oliveira (Encarregado de Campo da ECD), Danilo Constança (Auxiliar de Campo da ECD) e Tom Dalzell (AMS)



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Power Probe da ECD em Cubatão

Essa semana a Power Probe da ECD está realizando um trabalho em Cubatão. Como todos que trabalham com Investigação Geoambiental sabem, na região de Cubatão, o nível de água costuma ser raso e o solo é muito arenoso ou orgânico, típico de mangue. O trabalho realizado pela ECD era coletar amostras de solo com liner (via Direct Push) a até 5,0 m de profundidade. O nível de água do site era cerca de 0,5 m. Pode-se imaginar a dificuldade do trabalho.
A equipe de Investigação Geoambiental da ECD foi ao local com a Power Probe, recém adquirida da AMS  Inc, fábrica dos EUA. A única forma de obter amostras representativas era utilizando a ferramenta Piston Sampler. Alguns leitores podem perguntar o porquê dessa afirmação. Vamos tentar responder: Se o solo é muito arenoso ou com nível de água muito raso, a tendência é que o furo de sondagem desmorone, ou seja, caso seja utilizada a metodologia tradicional (Single Tube, Macro Core ou Open Hole, todas as definições para amostragem com o furo abe…

ECD ministra aula de campo para alunos do SENAC

A ECD Sondagens Ambientais Ltda, através de seu Diretor Técnico Marcos Tanaka Riyis, ministrou duas aulas práticas sobre Investigação de Áreas Contaminadas para alunos do SENAC.
A primeira delas, em maio/2015, foi para alunos da 2a turma do Curso de Pós Graduação em Remediação de Áreas Contaminadas, dentro da disciplina Técnicas de Investigação para Remediação.
A segunda, em junho/2015, foi para alunos da 14a turma do curso de Pós Graduação em Gerenciamento de Áreas Contaminadas, dentro da disciplina de Técnicas de Investigação, sob a responsabilidade do Professor Ms. Vicente de Aquino Neto.
O objetivo das aulas foi proporcionar aos alunos um contato com algumas ferramentas pouco usuais nas investigações de áreas contaminadas atualmente conduzidas no Brasil, sempre visando uma mudança no paradigma, que coloque a etapa de diagnóstico no centro do processo, e que a identificação da massa de contaminante e sua interação com o meio físico seja o resultado da etapa de investigação, não um …

ECD faz ensaios RCPTu para dimensionar remediação

No mês de março/2013, a ECD foi contratada por uma Consultoria para coletar dados geoambientais em uma área contaminada por diesel no bairro da Vila Guilherme, em São Paulo-SP. Após uma conversa muito proveitosa com a Consultoria parceira, o corpo técnico da ECD, aproveitando sua experiência e pesquisas sobre Investigação Geoambiental de Alta Resolução sugeriu que, antes da instalação dos poços de bombeamento solicitada inicialmente, fossem feitos alguns ensaios de piezocone de resistividade (RCPTu) para uma adequada elaboração do Modelo Conceitual do Site e, com isso, os referidos poços pudessem ser adequadamente locados e dimensionados. A Consultoria prontamente aceitou, pois foi contratada pelo "Responsável Legal" para corrigir uma remediação projetada e executada por uma outra consultoria, que havia falhado. Para resolver o problema, era necessária uma adequada investigação geoambiental, e o ensaio RCPTu foi a ferramenta escolhida. Como o responsável pela Consultoria co…