Pular para o conteúdo principal

Obrigado, 2015!!! Feliz 2016!!!!!!!!

Embora o ano de 2015 tenha sido ruim na opinião de muitas pessoas, para nós da ECD, 2015 foi um ano bom, bem melhor que o anterior.
Antes de enumerarmos nossas conquistas e ações, podemos dizer, com a frieza dos números, que nosso faturamento cresceu 26%, os dias trabalhados cresceram 25%, os metros perfurados, poços instalados, amostragens de solo realizadas, etc, também cresceram na mesma proporção.
Mas, acima dos números, pudemos constatar um crescimento na qualidade do nosso serviço.
Nossos trabalhos esse ano foram mais desafiadores e pudemos colaborar mais com diferentes consultorias tanto na definição de escopo e até mesmo na interpretação de resultados e elaboração do Modelo Conceitual do Site, particularmente em investigações mais complexas que exigiram um olhar detalhado, coleta de dados em tempo real e alta resolução.
Como exemplo, podemos nos vangloriar de ter instalados poços de mais de 50 metros de profundidade com Hollow Stem Auger (sem injeção de fluido); de ter instalado poços em rocha isolando totalmente a camada de solo/sedimento E a alteração da rocha, além de coletado testemunhos da rocha para avaliação das fraturas; de ter ajudado a identificar LNAPL confinado em 2 sites através da metodologia de amostragem de perfil completo conjugada com determinação de zonas de fluxo/zonas de armazenamento; de ter desenvolvido novos equipamentos, procedimentos, ferramentas e metodologias, como o RCPTu com amostragem de água conjugada, a Caixa Preta de Investigação Geoambiental, que permite a identificação de LNAPL em amostras de solo por fluorescência; de ter ajudado a provar, em diversos sites, que não havia fase livre, mas sim uma massa retida/residual, e que o LNAPL aparente era causado por erros de execução dos poços, gerando economia de centenas de milhares de reais; de ter ajudado pelo menos duas tomadas de decisão de remediação de milhões, ao identificar com precisão elevada o centro de massa de contaminação de solventes clorados (em uma delas, o projeto original era injeção de oxidante ao custo de 3-4 milhões que, se fosse feita, não ia chegar nem perto da massa de TCE; após a investigação, o projeto mudou completamente e o custo ficará menor que 2 milhões e será feito no ponto certo);
Além desses trabalhos, também temos muito a comemorar na produção/divulgação de conhecimento durante o ano de 2015:
- Em junho, foram publicados, na Revista Científica InterfacEHS, 3 artigos com participação da ECD, sendo um deles como autor principal;
- Em maio, junho, agosto e setembro, a ECD ministrou aula prática com demonstração de equipamentos, ferramenta e metodologias nos cursos de Pós Graduação do SENAC: Remediação de Áreas Contaminadas e Gerenciamento de Áreas Contaminadas;
- Em julho, o Sócio-Diretor Técnico Marcos Tanaka Riyis foi aprovado no processo seletivo e admitido no programa de Doutorado do programa de Pós Graduação em Engenharia Civil e Ambiental da FEB/UNESP, sob a orientação do Prof. Dr. Heraldo Luiz Giacheti;
- Em setembro, foi publicado o livro Geotecnia Ambiental, onde Marcos Tanaka Riyis é coautor de um dos capítulos,que trata de Investigação Geoambiental;
- Em outubro, a ECD teve dois trabalhos selecionados para apresentação oral no 15o CBGE, em Bento Gonçalves-RS
- Nesse mesmo Congresso, um dos trabalhos da ECD foi premiado como o melhor do Simpósio RESID;
- Também em outubro, a ECD foi convidada como debatedora no XI Painel de Debates sobre Áreas Contaminadas do SENAC, sobre Amostragem de Solos em Áreas Contaminadas;
- Em novembro, a ECD foi convidada a ministrar um curso sobre "Instalação e Desenvolvimento de Poços de Monitoramento", dentro do Groundwater Camp/2015 promovido pela ABAS.
- Para fechar o ano, em dezembro, a ECD foi convidada a publicar um artigo com o trabalho premiado no CBGE na Revista Científica RBGEA;

Foi, sem dúvida, um ano muito proveitoso. Esperamos repetir a dose em 2016.

Feliz Ano Novo!!!!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Power Probe da ECD em Cubatão

Essa semana a Power Probe da ECD está realizando um trabalho em Cubatão. Como todos que trabalham com Investigação Geoambiental sabem, na região de Cubatão, o nível de água costuma ser raso e o solo é muito arenoso ou orgânico, típico de mangue. O trabalho realizado pela ECD era coletar amostras de solo com liner (via Direct Push) a até 5,0 m de profundidade. O nível de água do site era cerca de 0,5 m. Pode-se imaginar a dificuldade do trabalho.
A equipe de Investigação Geoambiental da ECD foi ao local com a Power Probe, recém adquirida da AMS  Inc, fábrica dos EUA. A única forma de obter amostras representativas era utilizando a ferramenta Piston Sampler. Alguns leitores podem perguntar o porquê dessa afirmação. Vamos tentar responder: Se o solo é muito arenoso ou com nível de água muito raso, a tendência é que o furo de sondagem desmorone, ou seja, caso seja utilizada a metodologia tradicional (Single Tube, Macro Core ou Open Hole, todas as definições para amostragem com o furo abe…

Novo Equipamento da ECD - Sonda Hollow Stem Auger no Trator

No início de fevereiro de 2010, a ECD colocou em funcionamento seu 4o equipamento mecanizado:
Depois de 2 Sondas Hollow Stem Auger montadas sobre caminhão e 1 Sonda Hidráulica Portátil, agora a ECD dispõe de um Trator como plataforma para uma Sonda Hidráulica Hollow Stem Auger. Além disso, ele ainda dispõe de um martelete hidráulico de alta capacidade acoplado, permitindo amostragem de solo contínua tipo "Dual Tube", ou concomitante com a sondagem com os Trados Ocos (Hollows), ou ainda a instalação de poços de monitoramento pré-montados (pre-packed).
A grande vantagem desse equipamento é a versatilidade de sites que ele pode trabalhar, pois existe muito pouca restrição ao seu acesso. Até agora ele trabalhou em um site que o caminhão não entrava devido ao pouco espaço e em um site onde foi preciso acionar a sua tração 4 x 4, por causa de um declive acentuado e um precário acesso em terra em um dia chuvoso. Graças à plataforma ser um trator traçado, o serviço foi executado.
Essa …

Sondagem Mecanizada é Cara?

Frequentemente os clientes entram em contato conosco na ECD e nos pedem alguma proposta para sondagem e instalação de poços de monitoramento. Em geral, sugiro o uso de algum equipamento mecanizado, com as dimensões compatíveis com o acesso ao local e ao escopo que o cliente precisa. Pode ser alguma das nossas sondas sobre caminhão, a nossa sonda sobre Trator ou a nossa sonda hidráulica portátil.
Muitas vezes, o cliente pergunta se não temos Trado Manual. Respondo que não, nossos equipamentos portáteis, por enquanto, são a sonda hidráulica portátil e os Trados Mecanizados ou Hidráulicos. Esses últimos para áreas com dificuldade de acesso para os outros equipamentos. Pergunto se ele prefere esses equipamentos portáteis por questões de acesso e, em geral, o cliente diz que prefere o Trado por questões de preço.
Sem entrar no mérito de preço x qualidade, pois sabemos que muitas vezes o orçamento disponível é muito restrito e o uso do Trado é a única alternativa, vamos contar uma breve his…